1 de jun de 2012

Resenha: O Simbolo Perdido


Oi meu cupcakes de cereja, tudo bem? eu estou bem , apesar de hoje ter prova de matemática. Bom hoje eu vou postar a ultima resenha da semana  e o ultimo livro da saga de Robert Langdon... fiquei muito triste por que eu simplesmente   adorei todos livros e queria muito  continuação... A cada página que você  lé  mais  você  que saber se  ele vai conseguir, encontrar, decifrar etc. Parece que a gente entra no livro e se envolve , eu pelo menos sou assim , quando estou lendo um livro ou uma algo interessante  esqueço do mundo rsrsrsrs  e vocês? Me contem pelos  comentários ... Para saber mais clique em leia mais e decifre esse simbolo.



Nesse ultimo livro, langdon é convidado por uma amigo  chamado Peter Salomon a dar uma palestra sobre a maçonaria no capitólio de Washington . Mais ao chegar lá  e  descobre que não tem nenhuma palestra e que seu amigo Peter Salomon foi sequestrado e que esta correndo um grande perigo.

Mal'akh, o sequestrador  acredita que os fundadores de  Washington, maioria deles maçons  esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobrehumanos a quem encontrasse. E esta convencido  que só Robert  é única pessoa capaz de localiza-lo.


Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian.

Nesse labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem que influenciar o mundo físico.

O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nessa trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inouce Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está.

Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, desafiando-os a abrir a mente para novos conhecimentos.

Espero, que vocês se surpreendam tanto quanto eu.

Beijos

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Parece ser bom ... Entrou pra lista de leitura .

    http://podemudardelink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. @Raissa Que bom que você, gostou da resenha.... Fico muito feliz e voccE vai se surpeender com este livro. bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi! Assim como vc eu também esqueço da existência do mundo com literaturas tão surpreendentes! Amei o livro e acho que merece continuação, quem sabe né?! Super recomendado!
    Bjs, Ruama.
    http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por estar nos visitando.Fique a vontade para esclarecer dúvidas,dar sugestões e falar criticas.
Criticas?Apenas construtivas
REGRINHAS BÁSICAS:
1ºNão fale palavrões
2ºQuer reblogar algo?Então,comente pedindo permissão
3ºQuer alguma coisa?Comente sobre o poster primeiramente


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©